fbpx

Calendário WSL 2018 (CT)

Sonho de consumo de qualquer surfista, as praias mais desejas já tem data marcada para receber a elite do surf mundial. O Calendário WSL 2018 foi divulgado para a temporada que tem início na famosa Snapper Rocks, na Austrália.
 
Duas mudanças marcam o circuito de 2018, a saída do tradicional campeonato de Trestles, na Califórnia e a saída do evento de Fiji, que foi substituído por uma etapa na Indonésia.
O Brasil não ficou de fora, e Saquarema receberá sua etapa no mês de maio.
 

Calendário WSL 2018

 

Masculino CT

 

  • Quiksilver Pro Gold Coast (Austrália) – 11 a 22 de março
  • Rip Curl Pro Bells Beach (Austrália) – 28 de março a 8 de abril
  • Margaret River Pro (Austrália) – 11 a 22 de abril
  • Oi Rio Pro (Brasil) – 10 a 19 de maio
  • Bali Pro (Indonésia) – 27 de maio a 9 de junho
  • Corona Open J-Bay (África do Sul) – 2 a 13 julho
  • Tahiti Pro Teahupo’o (Taiti) – 10 a 21 de agosto
  • Surf Ranch Lemoore (EUA) – 5 a 9 de setembro
  • Quiksilver Pro France (França) – 3 a 14 de outubro
  • Meo Rip Curl Pro Portugal (Portugal) – 16 a 27 de outubro
  • Billabong Pipe Masters (Havaí) – 8 a 20 de dezembro

 

Feminino CT

 

  • Roxy Pro Gold Coast (Austrália) – 11 a 22 de março
  • Rip Curl Pro Bells Beach (Austrália) – 28 de março a 8 de abril
  • Margaret River Pro (Austrália) – 11 a 22 de abril
  • Oi Rio Pro (Brasil) – 10 a 19 de maio
  • Bali Pro (Indonésia) – 27 de maio a 9 de junho
  • Corona Open J-Bay (África do Sul) – 10 a 17 de julho
  • US Open of Surfing (EUA) – 30 de julho a 5 de agosto
  • Surf Ranch Lemoore (EUA) – 5 a 9 de setembro
  • Roxy Pro France (França) – 3 a 14 de outubro
  • Hawaii Womens Pro (Havaí) – 25 de novembro a 6 de dezembro

 
Adrian Buchan, representante dos atletas e competidor do CT comentou sobre as mudanças: “À medida que avançamos para uma nova era do surfe profissional, é reconfortante termos o apoio da WSL e o compromisso de colocar os melhores surfistas do mundo para competir nas melhores ondas do mundo. Enquanto ficamos desapontados com a perda de Fiji e Trestles em 2018, estamos realmente ansiosos com a volta de Keramas, na Indonésia, bem como com o evento inaugural no Surf Ranch. Não tenho dúvidas de que a temporada 2018 será injetada por uma nova motivação com a entrada desses dois novos locais no circuito”.
 
gabriel medina surfando no wsl de 2017
 
O Brasil conta com cinco atletas confirmados para essa temporada, são eles: os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza, os paulistas Filipe Toledo e Caio Ibelli e o potiguar Ítalo Ferreira.